COMO AJUDAR OS ALUNOS A SE PREPARAREM PARA O VESTIBULAR

Como ajudar os alunos a se prepararem para o vestibular

O sonho da maioria dos estudantes é passar na prova de vestibular, sendo que a escola e família acabam desempenhando um papel importante na vida desses estudantes. Por esse motivo é tão importante que as instituições saibam como ajudar os alunos a se prepararem para o vestibular, de uma forma acertada e ao mesmo tempo eficaz.

A preparação é quase obrigatória na vida de quem deseja prestar o vestibular, e apesar de ser um momento árduo, essa rotina também mexe muito com a vida escolar, e os pais acabam tendo uma participação importante.

Na prática, não é de se estranhar que um dos principais objetivos dos professores de ensino médio seja fazer com que os seus alunos passem no vestibular, e possam começar a sua preparação para o mercado de trabalho.

Muitos desses mestres não medem esforços para ver os seus alunos em uma trajetória de sucesso. E para isso, utilizam os mais diferentes recursos. E esse preparo vai muito além da sala de aula, pois, para ter êxito nesses exames, as salas de aulas precisam ser cada vez mais completas, hoje em dia, uma aula mais didática não é suficiente. É necessário que os estudantes passem por uma orientação mais completa. Ou seja, todos os recursos disponíveis precisam ser bem aproveitados, para que o aluno possa realmente passar com louvor em todo esse processo, que muitas vezes causa um certo desgaste.

Dicas para ajudar os alunos a terem sucesso em provas do vestibular e Enem

Nessa caminhada é importante que ao lado dos esforços dos professores, os alunos também se comprometam com tudo o que for passado. Confira algumas dicas que podem ser aplicadas no dia a dia, e que muitas vezes são decisivas no processo de ensino, e no sucesso em provas tão importantes.

1 – Aprendizagem dos assuntos que são explorados nas provas

Os professores precisam abordar na sala de aula temas que são explorados na prova de vestibular. Não tem como adivinhar o que vai cair ou não na prova, mas com o passar do tempo é comum que alguns temas se tornem mais recorrentes que outros, e os professores precisam estar sempre ligados nesses assuntos.

Os professores não podem ficar esperando que os alunos estudem sozinhos em casa, eles precisam sempre de um incentivo, e esse empurrão pode ser dado dentro da sala de aula, algo muito importante no meio educacional.

O erro de diversos professores é ficarem muito presos ao livro didático, e esquecendo-se de pesquisar sobre assuntos específicos, que com certeza ajudariam bastante os alunos que desejam passar em provas como as do vestibular e Enem.

2 – Incentive os alunos a repassarem o conteúdo em casa

Apesar da sala de aula ser uma importante aliada, cabe ao aluno repassar em casa tudo o que foi visto na escola, isso faz com que a matéria seja vista novamente, e o aprendizado só tem a ganhar. E cabe ao professor incentivar sempre essa prática por parte dos alunos, ao lado dos pais.

Se for levar em consideração pesquisas da área é fácil chegar à conclusão que poucos são os estudantes que conseguem apreender com eficiência toda a matéria apenas na sala de aula. Para a grande maioria, existe a necessidade de estudar os tópicos ao chegarem em casa.

Uma maneira de sempre priorizar essa prática é passar exercícios a serem feitos em casa. Lógico, que o comprometimento também precisa vim por parte dos alunos, como mencionado anteriormente.

 

3 – Aplicação de simulados em sala de aula

A aplicação de simulados em sala de aula também é uma maneira de ajudar os alunos a se prepararem para o vestibular, pois é uma forma de “viver” esse processo, sem toda a pressão que ele acarreta.

Os simulados precisam ser diferentes das provas, que para muitos estudantes não passam de um empecilho que precisa ser superado para conseguir passar de ano. Isso significa que é muito difícil encontrar alguém que realmente acredite que esse tipo de avaliação é capaz de atestar se eles realmente aprenderam a matéria passada.

E para contornar essa realidade, os professores precisam pensar nessa alternativa de aplicar simulados (que não vale nota), para analisar com mais precisão até que ponto os alunos estão preparados para enfrentar esse teste.

 

4 – Seleção de questões de provas reais para os simulados

Na hora de elaborar esses simulados os professores precisam ficar atentos aos vestibulares passados, e saber usar essa informação a favor dos alunos. E uma boa maneira de fazer isso é selecionando questões de provas reais para compor os simulados.

Selecionar essas perguntas com base na área pretendida por cada aluno será bem enriquecedor. Um bom exemplo é ter como base as provas do estado em que o professor atua, ou seja, se a escola for em Minas Gerais, vale a pena consultar provas aplicadas pelas faculdades dessa região.

O que muitas vezes impendem esses profissionais de serem tão minuciosos nas suas provas é a sobrecarga de trabalho que eles enfrentam. E para solucionar esse problema, os modelos que utilizam as ferramentas online aliadas ao mundo off-line, são muito importantes.

5 – Incentivar o aprendizado e não apenas decorar fórmulas estabelecidas

Um erro muito recorrente entre os alunos é acharem que apenas ao decorar fórmulas é possível passar em provas tão completas, como as do vestibular. Isso é um engano, e cabe ao professor mostrar essa realidade para os seus alunos.

Muitos estudantes têm dificuldades em aprender conceitos, achando mais fácil optar por decorar. Sendo que nesse processo, o fato de decorar não significa que ele saberá usar na prática. Ou seja, um aluno pode decorar todo o livro de física, mas na hora de colocar em prática esses conceitos, acabam não conseguindo.

Com os resultados desses simulados é possível descobrir dados importantes, pois, muitas vezes, muito é estudado e pouco é verdadeiramente aprendido. E esse diagnóstico precisa ser feito o quanto antes, para que haja tempo de fazer as alterações necessárias, voltando o ensino para o que realmente importa.

 

6 – Incentivar sempre a participação dos alunos na sala de aula

As anotações e perguntas feitas por alunos dentro da sala de aula são muito importantes nesse processo de aprendizagem, portanto, os professores precisam incentivar cada vez mais essas práticas.

A verdade é que muitos alunos não aproveitam bem o seu tempo na sala de aula, e acabam dispersando a atenção. Mesmo aqueles que parecem interessados no que está sendo dito, podem estar com a cabeça em outro lugar. Ás vezes é muito difícil manter o aluno interessado durante muito tempo, e isso acaba exigindo muita criatividade de mestres.

Quando o aluno começa a fazer anotações, ele acaba retendo muito mais informações, gerando inclusive perguntas pertinentes ao assunto. Isso ajuda a fazer com que os alunos prestem mais atenção, isso acontece devido ao fato dele não conseguir pensar em diferentes assuntos, enquanto estiver fazendo anotações.

Essa também é uma fórmula apontada por muitos como ideal para aprender os diferentes assuntos. Inclusive, quando essas anotações são bem feitas, podem servir de base na hora de repassar a matéria em casa, e revisar antes da prova, todas essas medidas ajudam a ter sucesso no vestibular, e também no Enem.

 

7 – Diga adeus à procrastinação

O hábito de procrastinar é comum tanto no trabalho, quanto na vida estudantil, e isso acaba prejudicando bastante o desempenho em provas importantes, como o vestibular.

Isso é tão comum que muitos acabam deixando para estudar às vésperas dos testes, e isso só tende a ser prejudicial. E isso acarreta um desempenho medíocre, uma vez que dificilmente o aluno conseguirá aprender todos os pontos dessa prova tão importante em tão pouco tempo.

Professores que pregam o fim desse hábito entre os seus alunos irão conseguir um resultado muito mais efetivo. O estudante que deixa de lado esse hábito de procrastinar acaba tendo o tempo necessário para aprender a matéria. Com mais tranquilidade é possível assimilar bem melhor os assuntos, inclusive aqueles mais complexos.

 

8 – A adoção de hábitos saudáveis ajuda na preparação para o vestibular

O papel do professor na vida dos alunos vai muito além da sala de aula, hoje em dia, o incentivo às práticas ajudam a melhorar a vida como um todo, inclusive no desempenho nas provas mais difíceis.

Lógico que tudo tem o limite, o professor nunca poderá assumir um papel que é dos pais, porém, ele pode incentivar a adoção de hábitos saudáveis entre os seus alunos. E isso acaba refletindo na vida acadêmica como um todo.

Os alunos que não se alimentam bem, ou que não conseguem dormir o número de horas necessário, precisam ajustar essas práticas, para que possam render dentro da sala de aula.

A tecnologia é uma importante aliada nessa questão, e o aplicativo Conect Escolas é uma prova disso. Através de um sistema interativo, e com uma interface descomplicado, estudantes, professores e pais conseguem estabelecer uma comunicação muito mais completa e eficaz. Diversas pessoas já utilizam o sistema, e se você deseja saber mais sobre o seu funcionamento e vantagens, acesse o site da Connect Escolas.